jan 24

Cirurgia espiritual ganha laboratório em Foz do Iguaçu

cirurgia_espiritualA reportagem abaixo não está diretamente ligada às práticas e Teologia de Umbanda, apesar da cura espiritual ser corrente em grande parte dos Terreiros Brasil afora. Porém, julgamos de grande interesse público a linha de pesquisa e as iniciativas destes irmãos, que buscam comprovar cientificamente o que milhões já sentem no corpo, na mente e no coração: todos somos energia, divinos e motores de nossa própria transformação.

Abaixo, a entrevista publicada originalmente no jornal mineiro “O Tempo” com o cardiologista e professor de Conscienciologia, Hernande Leite:

Professor, o que é ectoplasma?

Hernande Leite: É uma substância semimaterial de características viscosa, leitosa, quase transparente, retrátil, contendo propriedades químicas similares à dos componentes intracelulares orgânicos. Ela é emanada dos corpos dos chamados médiuns, durante os estados de transes paranormais, promotores dos fenômenos de materializações, efeitos físicos e fenômenos de tratamento e cura, envolvendo as cirurgias espirituais, também conhecidas como paracirurgias. O ectoplasma é a substância em si, a ectoplasmia é o fenômeno de emanação, movimento de saída ou exteriorização do ectoplasma do corpo, podendo ser visível ou não, dependendo da sua quantidade e densidade. Quando o ectoplasma é liberado pelo organismo, pode adquirir forma, e aqui o fenômeno passa a ser denominado ectoplastia.

Qualquer pessoa pode produzir ectoplasma?

HL: Todo organismo vivo necessita de energia. A menor unidade viva do organismo é a célula. O conjunto de células forma os órgãos, que formam os sistemas, e o conjunto de sistemas compõe o organismo vivo. O sistema energético capta a energia imanente dos ambientes, leva às células e exterioriza as energias conscienciais (energia imanente modificada pelos pensamentos e pelas emoções). Se o sistema energético existe em todo ser vivo, pois não há vida sem energia, então qualquer pessoa, animal ou vegetal produz ectoplasmia. O que varia é a intensidade e a concentração do ectoplasma exteriorizado.

A Associação Internacional de Pesquisa Laboratorial em Ectoplasmia e Paracirurgia é a pioneira no Brasil em paracirurgia?

HL: Ela surgiu das pesquisas realizadas durante os trabalhos de assistência em paracirurgia iniciados em julho de 2006, no campus da Organização Internacional de Consciencioterapia, em Foz do Iguaçu. A matéria-prima da assistência paracirúrgica é o ectoplasma, expelido dos participantes e da natureza hídrica exuberante do ambiente. Para qualificar essa assistência, é fundamental o estudo científico da ectoplasmia, daí foi construído um laboratório de pesquisa para tal finalidade, que funciona há três anos no campus da Associação Internacional do Centro de Altos Estudos da Conscienciologia. Dele fazem parte técnicos e especialistas nas áreas de conscienciologia, biofísica, bioquímica, estatística, genética, neurociência, medicina, psicologia, psiquiatria, acupuntura, fisioterapia, nutrição, engenharia, computação e eletrônica, de diversas partes do país.

Já há algum trabalho publicado ou em andamento?

HL: O primeiro fruto desse trabalho foi a publicação da dissertação de mestrado da pesquisadora Rute Pinheiro, em parceria com o departamento de neurociência da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que estuda o efeito da ativação do sistema energético na atividade cerebral, detectada pelo eletroencefalograma. Foram estudadas 25 pessoas, distribuídas em dois grupos distintos. O primeiro dominava a técnica do estado vibracional, que ativa o sistema energético. O segundo grupo foi composto de pessoas que não tinham conhecimento da técnica. Houve alterações significativas no grupo que dominava a técnica do estado vibracional em comparação com o grupo controle. Isso não comprova a existência do ectoplasma, mas alerta os neurologistas sobre a possibilidade de haver algo fora do conhecimento atual da fisiologia que influencia a química cerebral, tão somente controlado pela vontade da pessoa em ativar o “provável” sistema energético.

Que tipos de casos serão atendidos?

HL: Ela possui duas frentes de trabalho interconectadas: a paracirurgia e a ectoplasmia. A entidade atende os pedidos de paracirurgia de pessoas com problemas de saúde física ou mental, através do e-mailpedidodecirurgiainvisivel@gmail.com, informando nome completo, idade, endereço onde estará no momento da assistência e o motivo. O solicitante recebe uma resposta automática com todas as instruções necessárias ao procedimento. Os relatórios dos assistidos e dos assistentes são analisados e servem de dados para nossa pesquisa em assistência paracirúrgica, que conta hoje com mais de 130 mil relatos estudados. A entidade conta ainda com um laboratório de ectoplasmia, ambiente otimizado para facilitar a produção de ectoplasmia, através de médiuns parapsíquicos. Estuda-se a variação de peso do ectoplasma durante o fenômeno da ectoplasmia, as oscilações da temperatura e da umidade relativa do ar, as ondas cerebrais do ectoplasma e a bioimpedância energética. O laboratório é equipado com câmeras para detecção de qualquer manifestação fenomenológica que possa ocorrer, bem como para detectar qualquer tipo de fraude. 

Noticias_31_08_13_Hernande_umbandaeucurto

Podemos dizer que essas demandas são espirituais?

HL: As demandas que recebemos são de doenças físicas. Os solicitantes não necessitam ter afinidade com qualquer linha filosófica ou religiosa, podem ser céticos, agnósticos e materialistas, porém os que mais se beneficiam são aqueles que querem receber assistência não só para atender suas necessidades egoicas, e sim para ter condições físicas saudáveis. Apesar de tratarmos da evolução consciencial ou espiritual, nosso cunho é de investigação científica, buscando a objetividade possível no universo subjetivo da Fenomenologia.

Afinal, o que é a paracirurgia?

HL: É o subcampo da consciencioterapia destinado a estudar a cirurgia além dos recursos da intrafisicalidade, mais especificamente a intervenção energética ectoplásmica intensa, aplicada a conscins (encarnados) e consciexes (espíritos), com a finalidade de promover desbloqueios e restaurar o fluxo energético do órgão comprometido. A paracirurgia atua no corpo espiritual, conhecido como psicossoma, corpo astral, foco da emocionalidade. É um campo novo na área terapêutica, que exige estudos aprofundados, sem emocionalismos, e para tal exige dos crédulos todo isenção místico-religiosa e dos cientistas materialistas a abertura mental, sem apriorismos dogmáticos.

O Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia, em Belo Horizonte, oferece palestras públicas gratuitas, todos os sábados, das 16h às 18h.

INFORMAÇÕES
Fone: (31) 3222-0056
Site: www.iipc.org.br

Link permanente para este artigo: http://www.casaluzdoamanha.com.br/home/cirurgia-espiritual-ganha-laboratorio-em-foz-do-iguacu/