«

»

mar 03

Imprimir Post

Santa Clara

santa-claraNasceu em Assis, em 1193. Nascida em família rica, aos dezenove anos resolveu fugir de casa para se consagrar a Deus, já que seus pais eram contra tal vocação.
Na noite de 18 de março de 1212, apresentou-se na pequena igrejinha de Santa Maria dos Anjos, onde Francisco e seus frades a aguardavam. Cortaram-lhe seus lindos e longos cachos e lhe deram um grosseiro hábito de lã crua para vestir. Nessa noite, Clara fez votos de pobreza, castidade e obediência.

São Francisco a levou a um mosteiro beneditino e, mais tarde, para o paupérrimo mosteiro de São Damião, onde se abrigavam monjas da Ordem Segunda franciscana. Mais tarde, sua mãe e suas irmãs, Ortolana e Beatriz seguiram o mesmo caminho. Deu-se início então às Clarissas, que têm como princípio viver o ideal franciscano de pobreza e hoje somam cerca de 19 mil religiosas, espalhadas por todo o mundo.
Certa vez, São Francisco pediu que Clara rezasse a Deus para que ele soubesse o que mais lhe agradava: dedicar-se à oração ou à pregação.

Contam os Fioretti que um dia Francisco mandou dizer à Clara que rezasse a Deus para que ele pudesse saber o que mais agradava a Deus: dedicar-se à pregação ou à oração. Depois de muita oração, o mensageiro levou a resposta a Francisco: Tanto a frei Silvestre como a irmã Clara e sua irmã, Cristo respondeu e revelou que sua vontade é que vás pelo mundo a pregar, porque ele não te escolheu para ti somente, mais ainda para a salvação dos outros!

SANTA CLARA NA UMBANDA:

Oyá-Tempo é a Orixá que está assentada no Trono da Fé. Junto a Oxalá, dá sustentação a todas as manifestações da Fé e amparo a todos os “sacerdotes” virtuosos que estimulam a evolução religiosa dos seres.

O campo preferencial de atuação da Mãe Oyá é o Religioso, onde atua como Ordenadora do caos religioso. Rege a religiosidade nos seres e absorve a Fé em desequilíbrio para reconduzir os seres ao caminho do Equilíbrio.

Ela é o próprio espaço-tempo onde tudo se manifesta. Por isso dizemos que é uma Divindade atemporal, ou seja, é em Si o próprio Tempo, não está sujeita ao Tempo, mas rege o seu sincronismo. Nossa relação ou noção de espaço-tempo depende da movimentação dos astros no espaço, e daí vêm os conceitos de dia e noite, bem como o nosso senso cronológico. Simbolizada pela espiral do Tempo, manifesta-se em todos os locais, assim como Oxalá.

A essência cristalina irradiada pelo Divino Trono Essencial da Fé é neutra quando irradiada. Mas como tudo se polariza em dois tipos de magnetismos, então o pólo positivo e irradiante é Oxalá e o pólo negativo e absorvente é Oyá-Tempo. Assim, enquanto Oxalá é a Fé abrasadora, Oyá é o gélido Tempo, onde são desmagnetizados os seres desequilibrados nas coisas da Fé.

Oyá é o Tempo por onde caminham os seres que estão buscando o Criador, é o rigor divino para com os filhos que Lhe voltaram as costas. Pois é o tempo que atua no ser, acelerando sua busca pela Fé ou afastando-o das coisas religiosas, direcionando sua evolução para outros Sentidos da Vida. Enquanto Oxalá é irradiante, Oyá é absorvente.

Irradiação:
Campo de atuação: Condutor, Desmagnetizador e Descristalizador
Elementos: Espiral do Tempo
Cores: Azul escuro (também o branco/preto juntos)
Data comemorativa: 11 de agosto
Dia da semana: Todos os dias
Sincretismo: Santa Clara

Link permanente para este artigo: http://www.casaluzdoamanha.com.br/home/santa-clara/